R. São Vicente de Paulo, 650,Cj. 12 - Higienópolis - SP
(11) 3825-6751
synergia@synerhgon.com.br

Break-even point: o que é e como calcular

Consultoria estratégica em gestão

Break-even point: o que é e como calcular

Quando a receita de uma empresa cobre os custos fixos e variáveis, ela alcança o ponto de equilíbrio, momento conhecido como break-even point. Esse indicador é uma importante ferramenta na gestão financeira por ajudar pequenos e novos negócios a identificar qual o faturamento mínimo mensal que a organização precisa para cobrir as despesas mensais.

No início de uma empresa, é comum a realização de testes para identificar as características e necessidades financeiras de operação e cálculos como o markup e roi podem e são recomendados para isso. O break-even point aponta (ou prevê) o momento em que a entrada de recursos é o suficiente para cobrir as despesas, isso sem que haja nenhum tipo de lucro. Ou seja, o ponto de equilíbrio é a representação analítica de que a empresa arrecada o valor mínimo para funcionar sem que haja prejuízos, assim como também a carta branca para que medidas, com o lucro como objetivo, possam ser executadas.

Diversos estudos apontam alternativas sobre como calcular o ponto de equilíbrio. Mas, de maneira geral, o cálculo precisa de três elementos para ser realizado: custos fixos, custos variáveis e margem de contribuição. Para chegar ao valor de equilíbrio, basta dividir os custos pela margem de contribuição, mas para isso é preciso compreender que:

  • Custos fixos são os custos que existem independente do sucesso ou fracasso de uma empresa, como é o caso de custos recorrentes com água, luz e aluguel.
  • Custos variáveis são sempre proporcionais ao modelo de negócios e ao desempenho da empresa, envolvendo gastos com matéria prima e demais custos para que um produto seja produzido/adquirido e comercializado.
  • Margem de contribuição é um dos indicadores financeiros mais importantes de uma empresa, representando o quanto cada um dos itens comercializados contribui para cobrir os gastos de operação – valor residual após o desconto de todos os custos variáveis envolvidos no processo. O índice também é essencial na análise de viabilização de produção ou obtenção de algum produto.
  • Preço de Venda* é o custo variável somado ao custo fixo e a margem de lucro.

Como calcular

Uma empresa que possui despesa fixa de R$ 120 mil por ano e uma margem de contribuição de 25% (0,25), terá R$ 480 mil como meta anual para cobrir os gastos fixos e atingir o break-even point. Qualquer valor acima disso incidiria em lucro.

 

Legenda: PV = preço de venda; CV = Custo variável; CF = Custo Fixo; L = Margem de Lucro.

PV = CV + CF + L => sabendo que CF + L = MC = Margem de Contribuição

480,00 = CV + 120,00 + 0,00     Obs.: L = 0,00

Sendo o CV = 360,00 e o CF = R$120,00 e o L = 0,00

25% é a percentagem que os R$120,00 representa.

120,00 / 0,25 = 480,00, e o restante do preço são os 75%

  • 75% de 480,00 é igual a 360,00
  • 480,00 = 360,00 + 120,00 + 0,00 = break-even point (pois não há lucro)