Synerhgon responde: como realizar a sucessão familiar sem prejudicar a empresa?
R. São Vicente de Paulo, 650,Cj. 12 - Higienópolis - SP
(11) 3825-6751 / (11) 99607- 8855
synergia@synerhgon.com.br

Synerhgon responde: como realizar a sucessão familiar sem prejudicar a empresa?

Consultoria estratégica em gestão

Synerhgon responde: como realizar a sucessão familiar sem prejudicar a empresa?

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, 90% das empresas brasileiras são familiares. Diante dessa estrutura, há uma etapa muito importante na continuidade de um negócio: a sucessão. Há alguém no núcleo apto para administrar a empresa ou devo contratar um profissional para a gestão do meu empreendimento?

Este tipo de escolha esbarra na questão da confiança. Por isso, é importante contar com o trabalho de uma consultoria para participar do processo. Caso o membro da família não tenha o perfil profissional que a empresa precisa, pode haver diversos problemas e, até mesmo, a falência do negócio.

Etapa 1
O trabalho de consultoria investiga não só o perfil dos sucessores indicados e seus interesses, mas também a atual situação da empresa. Afinal, o início de um negócio é completamente diferente do momento em que o fundador se retira das atividades profissionais.

Preencha o formulário abaixo para que a equipe da Synerhgon possa fazer o diagnóstico gratuito da gestão da sua empresa:


Etapa 2
Com a situação clara do empreendimento em mãos, a consultoria elabora um plano de sucessão gradual, que conta com uma gestão compartilhada. Ou seja, o proprietário se mantém presente nas decisões e compartilha sua experiência profissional durante o dia a dia com o sucessor, enquanto esse participa de uma série de atividades de inserção dentro dos aspectos técnicos e gerenciais, como amparo jurídico e de capacitação. Para ter sucesso, é necessário que o sucessor esteja preparado e tenha adquirido diversos conhecimentos durante a gestão compartilhada.

Etapa 3
Agora é o momento e criar um contrato empresarial, no qual as regras de atuação do sucessor fiquem claras, assim como sua remuneração e autoridade. O documento deve constar a influência do fundador nas decisões do negócio. Muitos fundadores se tornam conselheiros da empresa, contribuindo com novas ideias e participando de grandes decisões sem interferir na administração. Veja aqui um artigo em que explicamos os cuidados necessário na hora de produzir ou assinar um contrato.

Existe um alto índice de mortalidade das empresas nesta fase devido ao reflexo de escolhas equivocadas ou má inserção do sucessor. Uma empresa de consultoria é essencial para proteger a sucessão familiar de futuros problemas de gestão, que podem ocasionar o fechamento da empresa.
Entre em contato com a Synerhgon e saiba como aperfeiçoar o seu negócio.

Randall Edmundo
Engenheiro e Diretor-Sócio da Synerhgon